A inadimplência no setor de saúde é algo que, ano após ano, vêm afetando cada vez mais clínicas, hospitais e empresas da área.

Se você é gestor administrativo ou financeiro e trabalha no campo da medicina, já deve ter visto o problema com seus próprios olhos ou o pior: suas consequências e os danos que a inadimplência pode causar.

E quando você trabalha na gestão hospitalar e/ou financeira da empresa, isso agrava em vários níveis, já que também é papel seu cuidar e resolver desse problema. No blog de hoje, iremos explicar o por que a inadimplência costuma acontecer no setor de saúde, falaremos sobre os principais motivos dela aparecer e o mais importante: vamos ensinar a como lidar com ela. Ficou interessado? Então, continue lendo o nosso conteúdo!

O que é inadimplência?

Segundo o próprio Serasa, a marca brasileira mais conhecida quando o assunto é decisões e análises de créditos, o nosso país possui milhões de consumidores que praticam a inadimplência.

Mas, o que é a inadimplência?

Segundo o dicionário, sua definição se dá como toda falta de cumprimento de uma obrigação, essa, sendo geralmente financeira. Em resumo, a inadimplência é a falta de pagamento de uma taxa, conta ou dívida em aberto.

Como você deve imaginar, o problema não acontece apenas em clínicas e hospitais, mas em todo tipo de estabelecimento que, em algum momento, lide com clientes.

Por que a inadimplência no setor de saúde acontece?

Existem vários motivos e fatores para a inadimplência acontecer, tanto no setor de saúde quanto em outras áreas.

Antes de irmos para os principais motivos dos clientes tornarem-se inadimplentes, devemos ressaltar que cada caso é um caso e a última coisa que se deve ser feita é julgar o seu consumidor, afinal, nunca sabemos o que a outra pessoa está passando e um dos principais pilares do sucesso de uma cobrança é a empatia.

Dito isso, separamos os principais motivos para as pessoas acabarem criando dívidas nos setores de saúde. Confira:

Motivos para a inadimplência acontecer: desemprego

Provavelmente este é um dos primeiros motivos que as pessoas pensam ao imaginar o porquê de um cliente está deixando de pagar uma conta.

Segundo uma pesquisa feita pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), 30,2% das pessoas respondem que o motivo de seus endividamentos é o desemprego.

Afinal, quando a renda fixa é perdida, a primeira coisa que grande parte das pessoas fazem é priorizar o pagamento daquilo que é indispensável, como contas relacionadas à alimentação, moradia e outros itens essenciais à vida.

Assim, outras contas (por mais importantes que sejam) acabando ficando de lado até a recuperação da renda, que geralmente acontece quando a pessoa consegue outro emprego.

Leve em consideração que, se esse for o caso do seu cliente, dificilmente a sua conta é a única que está em atraso e, por isso, não encare a situação como se fosse uma “provocação” ou um descaso apenas com a sua empresa ou pessoa.

Nesses momentos, juros, multas e preocupações começam a fazer parte da vida do cliente e os devedores acabam em uma situação difícil, muitas vezes fazendo mais dívidas, que ficam cada vez pior com o passar do tempo.

Por isso, possibilitar a negociação de pagamentos, parcelar contas, oferecer desconto nos juros e outras estratégias aqui são extremamente efetivas para garantir que a dívida seja paga, principalmente quando a pessoa obter uma renda fixa novamente.

Motivos para a inadimplência acontecer: redução de renda

A redução na renda não acontece apenas quando as pessoas perdem o emprego, acabam em um cargo com salário menor ou mesmo possuem seus salários reduzidos.

Fatores como aumento na inflação, contas extras aparecendo, mudanças e tudo que acabe diminuindo a renda e aumentando os gastos faz com que os clientes devedores deixem certas contas para depois. E você deve imaginar onde isso vai chegar: com inadimplência em diversos setores, inclusive na área de saúde.

Para lidar com situações assim, uma boa dica é utilizar ferramentas de cobrança, que permitam você alcançar seu cliente e possa enviar mensagens de cobrança por SMS, e-mails e mensagens no WhatsApp.

Assim, você gera uma espécie de relação com seu cliente e consegue entender o que está acontecendo, demonstrando empatia e um vínculo além do comum entre empresas e clientes. Sem dizer que assim você faz com que ele não esqueça da dívida que possui.

Motivos para a inadimplência acontecer no setor de saúde: salário atrasado

Se você conhece ou já ouviu falar sobre os tipos de devedores, deve lembrar de um em específico que é o mais atingido por esse problema, o devedor ocasional.

Afinal, este é um problema comum que foge do controle dos clientes e não envolve culpa por parte deles.

Em casos de crises econômicas ou dificuldades em nível macroeconômico, por exemplo, muitas empresas, principalmente as menores, passam por dificuldades, o que acaba tendo influência na entrega do pagamento correto aos trabalhadores, que por vez, acabam atrasando o pagamento de empresas prestadoras de serviços.


Caso você saiba de um caso assim com seu cliente devedor, vale a pena buscar entender quais são as circunstâncias atuais da vida dele, ir atrás de oferecer condições especiais e, caso necessário (e possível), também negociar ou reduzir juros e multas de atraso de pagamento.

Motivos para a inadimplência acontecer: falta de controle e educação financeira

Outro motivo disparado para a inadimplência acontecer por aí é a falta de controle e educação financeira.

Falta de planejamento, consumismo, parcelamentos excessivos, compras demais em crédito, compras por impulso e falta de educação financeira são alguns fatores que levam as pessoas a se tornarem inadimplentes.

E se engana se você pensa que esses motivos também não afetam a área da saúde.

Planos de saúde e outros serviços médicos comprados por impulso ou sem a devida intenção acabam sendo deixados de lado na hora de se pagar as contas, sem contar procedimentos que são divididos em diversas parcelas ao invés de serem pagos à vista.

Nem todas as pessoas possuem conhecimento financeiro para saber o valor do seu dinheiro e, por isso, acabam, sem querer, entrando em dívidas sem necessidade.

A recuperação dessas dívidas com devedores assim pode ser um pouco mais difícil do que seria com outros tipos de inadimplentes.

Uma indicação quase que fundamental é utilizar a tecnologia para atingir e recuperar esses devedores, tanto a partir da análise de dados por meio de serviços de análise de créditos e banco de dados de clientes e inadimplentes, quanto para enviar cobranças frequentes nos canais adequados para fazer com que a mensagem chegue neles.

Quais problemas a inadimplência no setor de saúde causa?

A inadimplência no setor de saúde prejudica hospitais e clínicas de inúmeras formas na gestão hospitalar, financeira e no controle financeiro.

Alguns exemplos dos principais problemas que surgem graças a inadimplência e acabam comprometendo todos os setores de um hospital ou clínica são:

– Comprometimento do fluxo de caixa;

– Atraso de salários para colaboradores;

– Impossibilidade de investimentos a longo prazo;

– Escassez de recursos, tais como materiais, máquinas e outros itens essenciais da saúde;

– Prejuízos e danos financeiros;

– Muitos outros problemas de gestão.

Como combater e impedir a inadimplência no setor de saúde?

Se você leu o nosso conteúdo até aqui, já deve ter visto o tamanho do problema que a inadimplência pode se tornar.

Mas, então, como combater e impedir de forma efetiva a inadimplência no setor de saúde? Bem, reunimos algumas dicas que talvez possa ajudar você e o hospital ou clínica onde trabalha. Confira!

Mantenha sempre os registros do caixa atualizados

Uma dica de gestão para qualquer tipo de empresa ou estabelecimento é registrar tudo o que entra e sai no caixa da empresa.

Cobranças, recebimentos, pagamentos, pedidos, literalmente tudo o que envolva o financeiro deve ser anotado em algum lugar de confiança para que a possibilidade de esquecer de uma informação importante nem sequer exista.

Perceba como não apenas cobranças e contas a pagar de clientes devem ser anotadas, mas também compras de materiais, pagamentos a colaboradores, recebimentos de consultas particulares, convênios, planos de saúde e tudo mais que você for achar importante.

Assim, no final do mês você evita de se perder na hora de acompanhar as contas de toda a clínica ou hospital.

Como evitar inadimplência na área de saúde: elabore contratos fáceis de entender

Em qualquer negócio a transparência e a clareza são importantes. E aqui não seria diferente.

Ao prestar ou realizar qualquer tipo de serviço ou procedimento, deixe sempre claro em um contrato quais serão as cobranças totais dele. Quanto mais detalhado (contanto que continue compreensível) o contrato for, melhor.

Assim, o seu cliente (e nem você) acabam com surpresas na hora do pagamento final.

Vale a pena também incluir detalhes como o que acontecerá caso o pagamento atrase.

Tenha flexibilidade na hora de definir datas de pagamento

Por mais que ter todos os pagamentos caindo em um mesmo dia ajude a organizar as contas, os pagamentos de salário e muitos outros fatores do financeiro, oferecer datas diferentes e ser flexível na hora de definir datas de pagamento prova-se muito efetivo na hora de evitar inadimplências.

Como você viu, muitos dos motivos da inadimplência acontecer são coisas que estão além do controle do cliente/paciente e, por isso, um tempo extra a mais ou mesmo a liberdade de escolha da data de pagamento já irá ajudar bastante nesses momentos!

Como evitar inadimplência na área de saúde: tenha sempre todos os dados (atualizados) dos seus clientes e pacientes

Outra dica para evitar inadimplência na área de saúde é a de sempre manter dados de contato de seus pacientes para checagem sempre que precisar. E o mais importante: não só mantê-los, como também mantê-los atualizados.

Afinal, já imaginou você precisar realizar uma cobrança ou mesmo confirmar uma consulta ou outro procedimento e não conseguir entrar em contato com ninguém?

Uma dica válida aqui é sempre que entrar em contato de alguma maneira com seu cliente, confirmar se os e-mails, endereços, telefones e outros dados continuam os mesmos.

Mantenha vários canais de comunicação disponíveis para o seu cliente

Na hora de realizar cobranças, quanto mais canais de mensagem você puder usar para alcançar o seu cliente melhor.

Mas calma! Não estamos dizendo para perturbar e enviar mensagens em horários inconvenientes e não deixar seu cliente ter tempo para pensar e agir.

Afinal, isso além de poder ser considerado crime, também possui baixas chances de funcionar se o objetivo for recuperar o crédito pendente.

Porém, o que estamos querendo dizer é que em 2022, com cada vez mais o avanço da tecnologia, investir em e possuir diversos canais para diferentes tipos de clientes e pacientes é algo que vale muito a pena, afinal, cada tipo de pessoa utiliza e prefere uma rede de mensagens que existe.

Utilize ferramentas de cobrança automatizadas

Como citamos anteriormente, se manter em contato com seu cliente é algo que ajuda a não esquecer de realizar seus pagamentos. Por isso, utilizar uma ferramenta justamente pra isso é algo muito útil, já que ela além de economizar tempo, também evita erros e possui outras funções para garantir que o crédito pendente seja recuperado!

Pronto para lidar com a inadimplência no local em que você trabalha?

Agora, você já sabe o que é inadimplência, como ela surge nas áreas de saúde e, principalmente, como lidar com ela.

Independente do cargo que você ocupa em um hospital ou clínica, agora chegou a hora de colocar esses ensinamentos em prática. Esperamos que você tenha muito sucesso e acabe com a inadimplência de uma vez por todas.

Gostou do nosso conteúdo? Ele foi útil para você? Então, não esqueça de compartilhar ele com mais pessoas que possam precisar ver ele e saber dessas dicas!