A negativação de devedores, popularmente conhecida pelos clientes como “ter o nome sujo”, é um dos recursos considerados de última instância para muitas empresas.

Por outro lado, também é um recurso que pode ser decisivo para a saúde financeira dos negócios. E por isso, é comum que gestores e o setor financeiro tenham dúvida na hora de optar ou não pela negativação.

Pensando nisso, nós construímos este artigo para que você tenha mais clareza sobre os prós e contras de negativar o nome dos clientes, além de sugerir estratégias para que você evite ao máximo chegar a este ponto.

Afinal, será que vale a pena negativar? Esta é a melhor opção para a sua empresa?

Acompanhe o texto para entender!

O que é a negativação de devedores?

A negativação é a ação que insere o nome do devedor no órgão de proteção ao crédito, a fim de que as outras empresas tenham conhecimento dos dados da dívida, do status do devedor e, desta forma, evitem liberar crédito para contratação de novos empréstimos até que a dívida seja quitada.

A negativação serve tanto para deixar as empresas cientes sobre o consumidor que não honrou com uma dívida, quanto para pressionar o devedor a regularizar os débitos e “limpar o nome” a fim de recuperar a capacidade de compra parcelada. 

A negativação está prevista no Código de Defesa do Consumidor. E tanto CPF quanto CNPJs podem ser negativados pelo prazo máximo de cinco anos.

No entanto, antes de ser incluído na lista de negativados, o cliente deve ser avisado por canais legais e, somente após 7 dias, caso o mesmo não realize o pagamento, o nome pode ser negativado.

Por fim, o nome deve ser retirado imediatamente quando o devedor faz o pagamento dos débitos.

Entenda as diferenças entre negativação e protesto de devedores

Apesar de serem entendidos como instâncias semelhantes, a negativação e o protesto de um devedor são bastante diferentes na prática, sobretudo para a empresa que realiza a ação.

  • A negativação é feita somente por órgãos de proteção ao crédito e os custos são arcados pela empresa que realiza a ação. 
  • Normalmente, a instituição contrata os serviços que viabilizam os trâmites de negociação, de modo que o retorno compense o investimento.
  • O protesto, por sua vez, é uma forma de oficializar a inadimplência no cartório. Para isso, a empresa deve comprovar a falta de pagamento através de documentos que serão analisados pelo tabelião.
  • Se o protesto do título for válido, uma intimação é emitida pelo cartório e entregue pessoalmente ao devedor, que fica responsável por arcar com as despesas do cartório.

Por que considerar outras alternativas antes de negativar um cliente?

O principal problema da negativação de um devedor está nas consequências que essa ação traz para o relacionamento entre a empresa e o cliente.

Isso porque, a inadimplência do cliente pode ocorrer por diversos motivos, como: perda de emprego, insegurança financeira causada por uma crise no país, uso de toda capacidade financeira para realizar um tratamento de saúde inesperado, atraso no recebimento do salário causando multas tão altas quanto o valor da dívida, etc

Por esses e outros motivos, é recomendado conversar, entender a situação do devedor e oferecer condições para que o mesmo faça o pagamento. 

Nessa hora, contar com dados, histórico de pagamento e o registro de informações que enriquecem essa análise aumenta a capacidade das empresas negociarem e tomarem decisões melhores.

Caso nenhuma das tentativas tenha efeito, aí a empresa deve recorrer a negativação.

Além de prejudicar o relacionamento com o cliente, de reduzir drasticamente as chances de recompra e perder um possível cliente que recomendaria a marca, a negativação também tem custo para a empresa.

Considerando este cenário, separamos algumas dicas para diminuir o índice de negativação dos clientes da sua empresa e construir estratégias eficazes de cobrança para que as dívidas não prejudiquem a saúde financeira do seu negócio.

Como evitar situações de negativação?

Automatizando os processos de cobrança

A automação dos processos de cobrança representa avanço em diversos aspectos para as empresas.

Isso porque, um processo que antes era feito manualmente por uma ou mais pessoas que investiam horas cobrando pessoalmente os devedores, com a automação, passa a ser feito de forma massificada e automatizada.

O grande benefício disso é que, após configurado, o sistema realiza as cobranças pontualmente, sem falhar nenhum dia e sem a necessidade de retrabalho quando o cliente demora a quitar a dívida.

Usando os dados de forma estratégica

Com uma estratégia que inclui a coleta e uso de dados, a tomada de decisão para realizar ações efetivas de cobrança, de maneira personalizada e que estejam de acordo com a realidade de cada cliente se torna mais fácil e assertiva.

Oferecendo opções de pagamento

A diversificação das possibilidades de pagamento é fundamental em todas as empresas que desejam recuperar dívidas em aberto.

Por aqui, nós já reforçamos o quanto conseguir a atenção e o compromisso do devedor pode ser desafiador. Depois de ter sucesso nessa etapa, a falta de opção de formas de pagar não pode ser um empecilho para o devedor.

Por isso, invista nas formas de pagamento e se for o caso, adote medidas como parcelamento para clientes cujo histórico seja favorável.


A negativação de devedores deve ser vista pelas empresas como a última instância, mas ainda assim, como uma forma de se relacionar com o cliente, mesmo com todas as implicações negativas que esta ação pode trazer.

Utilizar ferramentas de cobrança digital é fundamental no processo de recuperar dívidas, sendo que elas vão atuar de forma preventiva para que a sua empresa e os clientes não cheguem até a etapa de negativação.

Ainda assim, é importante reforçar que a maneira como a sua empresa conduz todas essas etapas vai influenciar diretamente na maneira como o cliente vê a sua marca e negócio.

E se você deseja que ele volte a negociar com você, utilize os canais de forma inteligente, estratégica e seja um solucionador da dívida que o próprio cliente criou.

Desta forma, a sua empresa pode se tornar ainda mais bem vista, estreitando o relacionamento de forma positiva com o cliente.